Captura de Tela 2020-04-06 às 12.36.48
ARM SUL-AMERICANA

ARM SUL-AMERICANA

Coronavírus: 10 dicas de prevenção de riscos nas propriedades

Principais ações para minimizar riscos durante a quarentena pelo COVID-19

Podemos dizer que comumente a nossa cultura é mais reativa que preventiva. Entretanto, sabemos que Deus cuida de todos os seus filhos, que cuida da sua igreja que é a “menina de seus olhos” (Protege-me como a menina dos teus olhos; esconde-me à sombra das tuas asas – Salmo 17.8.), mas também nos orienta sobre fazermos nossa parte preventiva em prol da missão, cuidando daquilo que Ele deixou e confiou em nossas mãos. Aqui estão algumas dicas para serem seguidas que podem ajudar.

1. Líderes alertas

Um prédio de uma instituição por menor que seja, estando fechado, ainda assim precisa de pessoas e líderes à disposição dos cuidados, atentos às notícias e à realidade local e alertas para quaisquer desdobramentos durante o período de inatividade de quarentena.

2. Proteção da propriedade

O inesperado pode acontecer e um dos melhores remédios para isso são os seguros de patrimônio que a ARM disponibiliza. Confira e revise as proteções contratadas, valores de cobertura, patrimônio registrado e por que não, reler o manual de propriedades disponíveis no site https://www.armsulamericana.com. Na dúvida, procure seu Campo imediatamente!

3. Quando fechar

Assim que as definições oficiais do comitê de crises e segurança da IASD ou do Governo e/ou autoridade competente indicarem que o estabelecimento precisa ser fechado, avalie detalhadamente cada item que precisa ser feito para isso acontecer. Garanta uma comunicação clara sobre quando e como irá fechar para as pessoas que trabalham, estudam ou visitam a instituição, até mesmo fornecedores e prestadores de serviço. Também pense nos detalhes de estoques de materiais orgânicos, remoção de lixos e outros descartáveis que não podem ficar sem a devida atenção. Certamente a instituição irá abrir novamente as portas e você precisará ter tudo em ordem e funcionamento para esse momento.

4. Inspeção geral

Programe juntamente com a liderança local e/ou comitê de crises e segurança, uma inspeção geral para verificar principais itens de segurança da propriedade. Com a propriedade fechada, é importante que isso aconteça periodicamente, sem alardes e em horários alternativos e programados se possível.

5. Análise Ambiental

Olhar tudo ao redor do terreno, confira portas e janelas, portões, grades, cadeados. Tranque tudo e feche todas as janelas por menores que sejam. Caso identifique qualquer dano, informe imediatamente a liderança e programe com brevidade reparos que poderão deixar a propriedade vulnerável. Se o reparo não impactar na segurança e prevenção, programe para depois da quarentena. Também deve ser analisado condições e rotinas de comércio, vizinhos ou terrenos vazios ao redor.

Dentro do edifício, confira cada uma das portas, janelas e acessos internos. Luzes devem ser desligadas. Se possível, desligue equipamentos da tomada como mesa de som, TV’s, computadores, projetores etc. Confira também a segurança de cópias de chaves reservas para que estejam em lugar seguro.

6. Equipamentos de segurança e monitoramento

Câmeras de segurança, luzes de emergência, extintores e hidrantes precisam estar 100% em condições de funcionamento nesse período. Disponibilidade desses equipamentos significa recuperação de bens, combate a princípios de incêndio e garantias de uma edificação adequado para imprevistos.

7. Instalações hidráulicas e elétricas

Quadros elétricos precisam estar fechados. Centrais de ar condicionados desligados. Geradores, transformadores e NOBREAKs precisam receber especial atenção. Fiações expostas representam riscos e instalações sem a manutenção adequada causam grandes prejuízos. A maioria dos incêndios são ocasionados por danos elétricos, muitas vezes silenciosos, por falta de devida manutenção. Na dúvida, deixa desligado ou desativado até o reparo acontecer. As instalações hidráulicas, bombas automáticas, processo de bombas de recalques e centrifugas, registros de água precisam receber atenção e manutenção pré-programadas para evitar fadigas no sistema e continuar operando normalmente sem interrupções.

8. Valores

Retire imediatamente quantidade significativa de valores em espécie que estiverem no interior da propriedade. Isso se aplica também a quaisquer outros itens de valor que possam estar indevidamente guardados na propriedade. Itens particulares também como achados e perdidos, precisam ser devolvidos ou guardados em outro lugar, pois em caso de roubo, não há cobertura para itens que não sejam de propriedade da instituição e que já tenham sido votados como seu patrimônio.

9. Quando reabrir

Fique alerta. Após liberação oficial do comitê de crises e segurança da IASD e da autoridade competente, quando marcarem a data de reabertura, faça uma lista de tudo que precisa ser revisto, religado, aberto, conferido e testado. Faça uma inspeção e conferência desses itens com mais de um líder presente, para não passar nada desapercebido. Se possível, agende uma mini-programação ou simulado de testes gerais, simulando rotinas normais, teste de equipamentos, saídas de emergência, banheiros, corredores e tudo que precisa funcionar corretamente antes das atividades reiniciarem.

10. Comitê de segurança

Assim que a quarentena passar e as rotinas normais da propriedade voltarem ao normal, planeje a criação de um comitê de segurança da propriedade. Em momentos de paz, nos preparamos para as próximas crises. O comitê precisa ter representantes de vários departamentos, rotinas estabelecidas e planos de emergência claros, para o que fazer, quando fazer e quem irá fazer cada uma das atividades de prevenção em momentos de novas situações inesperadas.

Departamento de Prevenção de Riscos da ARM Sul-Americana

CompartilhE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Rolar para cima