Riscos nas redes sociais

Brasília, 06/06/2014 – Dez dias foi o tempo suficiente para um criminoso monitorar a rotina de sua vítima por meio de postagens em uma rede social. Isso ocorreu na cidade de Ilhota, em Santa Catarina, e levou um garoto de nove anos a se tornar refém de sequestradores durante cinco dias. Em seu depoimento, Peterson …

Riscos nas redes sociais Leia mais »